História 

Conhecida como a religião da floresta, o Santo Daime surge na década de 1930. Foi fundada por Raimundo Irineu Serra, nascido em 15 de dezembro de 1890 em São Vicente de Férrer, município da baixada maranhense. No final da primeira década do século XX embarcou para o território do Acre para trabalhar nos seringais.

Conheceu a bebida Ayahuasca por intermédio de dois amigos, André Costa e Antônio Costa, na região da fronteira com o Peru.

Após esta experiência, Irineu, já no Brasil, teria aprendido a preparar a bebida. Na primeira vez em que a tomou com seu amigo Antônio Costa, este teria tido contato com uma “senhora”, que se apresentou como “Clara” e mandou um recado avisando que na próxima vez em que tomassem a bebida ela apareceria para ele.

Assim feito, na próxima vez em que tomaram a bebida, Irineu teve uma visão: a Lua se aproximou de sua janela, e nela viu a imagem da Santa. Disse que há tempos o estava acompanhando e que tinha uma missão para ele: deveria ficar oito dias na mata, apenas tomando Daime e se alimentando de macaxeira sem sal, durante esse período teve visões e entrou em contato com a força da floresta.

Ao final desta experiência a Santa reapareceu dizendo que ele estava pronto para receber o que ela tinha para lhe entregar. Entregou-lhe então uma laranja, simbolizando o mundo que Irineu deveria agora doutrinar. Ele poderia pedir então o que quisesse: pediu para ser o maior curador do mundo, e que ela colocasse tudo que pudesse curar naquela bebida. Foi aí que ela revelou que a bebida devia chamar-se Daime, pois era um pedido, uma prece para Deus, dai-me  saúde, dai-me amor! Mais tarde Irineu identificou a Santa como sendo a Virgem da Conceição.

Nos anos que se seguiram Irineu foi recebendo por intermédio da Santa, as diretrizes que viriam a formar a Doutrina do Santo Daime, inclusive os primeiros hinos, e veio a se consolidar pelo nome que hoje é conhecido: Mestre Irineu.

A doutrina acabou sendo formada com elementos de diversas matrizes culturais e religiosas, tendo como base principal, o Cristianismo. Tal ecletismo se deu no contato da cultura do sertanejo nordestino com o caboclo amazônico, fazendo surgir assim uma prática religiosa considerada como sendo genuinamente brasileira.

Mestre Irineu faleceu aos 79 anos na cidade de Rio Branco – Acre, em 06 de julho de 1971, mas continua vivo em nossos corações ajudando e protegendo a todos que buscam seus ensinos através do Santo Daime.